quarta-feira, 21 de junho de 2017

AS CORTINAS JÁ ESTÃO QUASE TODAS FECHADAS!



... não me resta
paciência nem tempo para entrelaçar
minhas faustas asas com ciriricas que buscam
postes com neons
de ouro;

já estou longo,
e não é nada fácil estar longo
como ser humano;

para quem
já visualizou a própria pequenez
diante do Cosmo e de entremeio a suas
conhecidas e estranhas
coisas,

já não
me há tanto encanto pelos enganos
e pelos cantos das belas
canarinhas;

já não ligo
muito mais para todas as situações
e possibilidades dos daseins
em vida,

ainda
que as ocasiões, as imaginações
e as vesanias mo
permitam;

já aprendi
(e não quero desaprender)
oue o imensamente pequeno e,
inferidamente sombrio,

pode ser
menos ruim do que o que
se põe em cima dos áures montes
desta dura lida!