domingo, 25 de junho de 2017

CAMINHOS COMUNS



Quão fácil e vão
é andar ao caminho comum
das superficiais razões apregoadas
pelas retóricas sapiens,

difícil é se equilibrar
nos tênues e sublimes fios da loucura
e neles, dissimuladamente,
fingir-se sóbrio;

enquanto se ebria,
aos interiores cômodos escuros,
na arte ininteligível, no voo invisível

e na poesia abstrata.