segunda-feira, 26 de junho de 2017

NOITES SEM LUAR XVIII



... faço
com que minhas ilusões
me levem a meus melhores
amores,

faço
com que minhas fantasias
me levem a meus melhores
desejos,

faço com
que, em meus silêncios
e em minha solidão, construam-se
meus mais sólidos
castelos:

sou um barco
que anda isolado e incendiato
em altos mares em em cinza-escuros

abstratos!