quinta-feira, 22 de junho de 2017

NINGUÉM SEQUER SONHA ATÉ ONDE FOMOS, ANA



... voltar
à poesia, pois o combustível
Ana, que dividia comigo a filosofia,
a metafísica, a teologia

e tudo que
o ser representa entra elas
e entre as coisas em que foram
jogada,

já partiu
e me deixou desanimado de, a tudo,
tentar desbravar

continuar!