quarta-feira, 21 de junho de 2017

EU AQUI, NÃO SOU EU: SOU UMA VOZ INFLAMADA DO MUNDO



... arrancai
esses ouros de vossas
máscaras,

tirai
essas asas que vestis
às faustas.

deixai
de frequentar teatros
e picadeiros entremados entre
vermelhos e azuis
estrelados,

que  a dor
e o sangue doutros correm,
como fumaça solta
fora;

pois, enquanto
vos correis saltitanto por vaidades.
vesanias e leitos
molhados,

não há,
de fundo, algo a realmente
comemorares com vossas mentes,

dementes e voláteis!