sábado, 17 de junho de 2017

SAUDADE



... tenho sofrido
por ti, por esta eterna ausência
de ti,

as lágrimas
são invisíveis e eu me tornei
um ladrão de sombras
sequiosas

para
tentar, em vão,
me livrar deste grande

martírio!