sábado, 24 de junho de 2017

O PESO DO MUNDO


... cansado
de sonhar, de amar, de chover,
de cair e de chorar,

coloco-me
ao fim de dezembro,
com o indefinível e amargo sabor

do deserto!