domingo, 18 de junho de 2017

CANTOS MALDITOS



Não adianta negares:
todos temos um canto
maldito,

onde escondemos
nossas sombras, segredos,
e fezes.

Mas há também
penso haver mais uma
verdade

– ou, pelo menos,
um abrigo onde pesadelos
não se insinuem –:

o silêncio;

pois, quer me ames
ou me odeies,
eu jamais serei do tamanho

de tuas palavras.