quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

UM AMOR PROIBIDO!

... mesmo que essa calma
e essa paz aparentes sejam consideradas
como o esquecimento daquele
nosso grande amor,

acredite ainda
e me deixe acreditar na ilusão
e na vida, sem que eu tenha novamente
de me acastelar em abrigos
gelados,

que não me servem
mais que corpos, saladasfantasmas

e sonhos impossíveis!