segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

SEM AMARRAS!

Antes de dizer
“Te amo,”, a alguém,
novamente a alguém,
baby,

deves saber
que não é fácil e que  a complexidade
é que é a regra,

que deves,
com o ser amado, respirar o ar puro,
mas também o contaminado

e não, como fazes,
querer beber só dos seus escuros,
fabricando um invisível escudo
de realidade.

E é sobrevivendo
com seu próprio erro básico,
derivado de nossas inequívocas
humanidade

que unicamente podes
coexistir tanto aos voos dos céus,
como com os estereótivos caídos
te nossos fantasmas

passados!