quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

DESPIDO!

Digo.
Desdigo.
Faço promessas puras

iludo,
masturbo-me,
convenço sob os neons
e nas ruas escondidas da nobre
puritania,

atuo,
dissimulo
e engano os lobos e as formigas
que tentam ser minhas
amigas:

em um dos pólos,
vibro e sou pura vida,
no outro me corto e me transformo
numa sombra anímica!