quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

SOLIDÃO

Eu não posso
mais colecionar sonhos, fantasias
ou amores,

eu não posso
mais colecionar beldades com belas
bocas, peitos e xanas,

eu não posso
mais frequentar céus e camas,
nem colecionar namoros, putas ou supostas
sabedorias:

porque, sem ela,
sou um solitário, mesmo a dois
ou habitando conjuntos,

porque sem ela

eu já não posso mais nada!