quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

ARDENDO NO AVERNO!

Ouve.
Não é poesia ou música.

É o louco
e angustiante silêncio

de um cão
que tem de suportar

o eterno
instante de tua ausência!