domingo, 2 de dezembro de 2018

AO FIM...

... morto, tudo parado
e morto:

da colheita
exauriu-se o  fruto

e o cão
que o exibia sempre excitado

prante
a fiéi espelhos!