segunda-feira, 10 de julho de 2017

QUE POETA É ESTE? VIII



... na neve
ou no verão das piscinas onde se vestem
sensualissimamente
insinuantes;

no céu
cheio de anjos ou o nos chãos
cheios de sapiens e de cães
promíscuos;

no teu
imenso mar azul, cheio de mitos
e lendas ou na minha casa,
pequena e sombria;

à tua mansa
brisa ou à minha montanha
enlouquecida;

na tua
ou na minha memória de nossos
tempos de puerícias
perdidas?

Tirando
o poder das máscaras, das imagens
e das palavras,

por onde,
afinal, isso começa
e termina?