segunda-feira, 10 de julho de 2017

SOZINHO



... deixem-me com minhas
noites solitárias,

deixem
tocar-me o frio vento
da madrugada,

deixem-me
em ferida inflamada
e escamada,

deixem-me,
fausto navegador de ilusórios
mares,

autonaufragar-me!