sábado, 1 de julho de 2017

PODER DE ESCOLHA EXISTENCIAL II



... impossível
tomar o caminho onde
haja somente
luz

(isto não
se trata somente da escolha,
como também da força, da persistência
e da coragem de cada
um,

não se podendo
tirar o direito de também ser
dos mais frágeis que, porventura,
tiverem mais dificuldades em lidarem
com o balançar da ponte!)

ou imaginar
que o amor, por ser sublime,
seja algo que infinito
dure,

uma vez
que é às sombras e ao natural vazio
e apagamento é que eles (a luz e o amor)
se engravidam e se
reinauguram.


O problema dos existencialistas é que, para eles, sendo tudo fruto de escolhas do EU, possa ser melhor e mais maravilhoso, por somente esta consideração isolada, ignorando o balançar da ponte e as relações interferentes com outros daseins. Não somente escolhemos, mas temos de escolher tambem o melhor modo de andarmo para nao atingir as escolhas de quem amamos!