domingo, 16 de julho de 2017

SOMOS



Rio a fluir densamente,
carregando destroços e vazios,
confundidos com imensidades e imagens
à revelia;

Entre as margens,
é larga a superfície rasa,
onde se extasiam com sonhos, imagens
e vesanias;

ao fundo,
abismos e precipícios
que evitam freqüentar, ou enxergar,

por pura covardia.