quinta-feira, 6 de julho de 2017

UM ANJO NA ESCURIDÃO



... só sabia dizer
que era pura e que um dia se libertaria
do mundo de imagens que
a cercava,

mas era mesmo
é uma puta demônia, capaz de ludibriar
os pueris sonhos de
uma criança,

de acender os ardentes desejos
de um adolescente, de virar o juízo de um adulto
e de tirar a vergonha da cara
de velhos biscoiteiros .

Era sim, com sua mente
demente,uma genuína  puta da puta,
rainha de voláteis palavras, de insânias 
menstruadas e de firulas 
ensebadas.