sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

INSÓLITO ENLACE

Que insólito
enlace é este
que me faz ficar
assim,

tão adoecido
de ciúmes de quem
sequer te abraçou
ou te beijou,

como que se o mundo,
mesmo que de mim desconhecido,
tornasse-me feroz
inimigo,

a querer
tomar-me o que,
incautamente,
exijo ser
meu;

e que incontrolável
insânia é esta que me faz nos levar
ao naufrágio
das asas

e à morte,
por asfixiamento,
desse sublime sonho

nuvem.