terça-feira, 3 de abril de 2018

A VISÃO

Vi minha alma sombria
e não tive nenhum receio ou medo:

vi fantasmas,
vi mortos-vivos,
vi deuses apócrifos
e vi demônias sensualíssimas
e bondosas,

vi a fome dos anjos,
das andorinhas, dos tentilhões
e dos abutres, e vi também cicatrizes
que não se cicatrização jamais,

E, confesso,
 não tive nenhuma
supresa ou medo;

na verdade,
foi a primeira vez que realmente
me senti bem: vi meu reflexo
nu e por inteiro!