sábado, 19 de maio de 2018

THE FLIGHT OF WINTER FLOWER

Líquido,
observo seu voo aos lunáticos
céus,

com direito
a malabarismos e feitos
sublimemente idílicos:

de baixo,
eu me atento que nada sou
e, chagado com a obscura condição,
contento-me em observar
suas asas

e uma parte
de sua calcinha que escapa,
com o vento, das penas que a protegem

do olhar de cães como eu!