quinta-feira, 17 de maio de 2018

EIS O AMOR!

O ciúme,
a possessividade, o que dizem ser
amor

e que, às vezes,
parece apenas uma paixão
em noites de calor

são frutos
do impulso, do desejo e do tesão,
da id enfim.

Quando tu provares
realmente de algum desgosto
de verdadeiro amor,

dele não farás ira,
conflitos, nem guardarás
rancor:

you will create
poetry with silent pain and beautiful
and sad flowers!