quinta-feira, 13 de julho de 2017

MEMÓRIAS DE MINHAS PURISTAS E DE MINHAS PUTAS



“Por que parece
que você não agrada muito das
puritanas, Thor Menkent?”


"Bem,
talvez devesses
fazer esta pergunta
a Neruda,

que tanto amou
suas putas tristes;

mas não vou
me esquivar de
respondê-la:

estás enganada,
realmente, com tua nada inocente
inferência,

que realmente
não tenho receio algum
contra puritanas;

até porque
sei que costumam
usar sublimes
máscaras,

e balbuciar
orações e versos
com as pernas
abertas."