terça-feira, 11 de julho de 2017



“.. ando devagar,
porque já tive pressa”

e, cansado,
ainda não cheguei a nenhum
 lugar!


... nós, sapiens,
podemos até tentar fugir,
jogando um no outro sombras,
destroços e enxurradas cinzas de nossas
almas;

mas jamais
conseguiremos,
mesmo com angustiantes gritos
em fúria,

e com dolorosos
arrependimentos às mentes insanas,
a nós mesmos, de tais coisas
nos limpar!