terça-feira, 11 de julho de 2017

AINDA CHOVE LA FORA



Enquanto chovia
e eu corria tentando me abrigar
das gotas frias, perdi
as chaves da casa;

ensopado
e com frio, tive de tolerar, então,
pelo tempo que a chuva
durasse,

até que,
à estiagem, viesse-me outra passarinha,
com suas melodias e cores
encantadas

a calar-me o silêncio,
a solidão, a dor e a angústia
molhadas, com outra

chave.